terça-feira, 3 de julho de 2007

Esse meu dúbio coração...

Trata-se de uma bolinha de aproximados 60 cm e discretos 3kg. Já no primeiro dia foram vascinas, ração, bifinho, banho e outros pequenos mimos. No segundo vieram vasilhas, talcos, coleiras, casinha, etc, etc...
Eu sempre fui severa com essas coisas. Nem se morasse em casa "jamais permitiria qualquer componente dessa espécime de pulguentos chatos e sem noção". Pelo menos era o que sempre dizia.
Brava! sou bravíssima! Aqui em casa quem manda sou eu. Eu falo e vocês obedecem! Uma verdadeira ditadura mesmo! Criar cachorro é assunto encerrado: não, não e NÃO!Porém, contudo, todavia... Pôxa, Téo... você foi um presente de grego né... e não haveria grego mais grego para enviar-lhe senão as mãos pelas quais você chegou. Seus olhinhos pretos que pedem e doam carinho arrebatou meu coração. Na verdade, só lhe conhecia por palavras, mas meu coração já lhe pertencia.
Descobri que sou mole; mole como maria-mole. Uma vergonha para a tirania.
Não foi preciso nem um de seus olhares iluminados que tudo ganha, pois eu já havia dito sim antes mesmo de você pedir. Entra, Téo, a casa é sua e eu, sua ama e escrava, faço tudo para o seu bel prazer, porque EU AMO VOCÊ!
Bem vindo à esta família!

5 comentários:

As partes interessadas disse...

Sabe que a gente tinha 5 aqui em casa? Pois é, 5... Morreram os três boxers de leishmaniose... agor morreu minha poodle mais nova, de epilepsia e falência do rim... Só me sobrou a preta, que já tá velha, com diabete e ficando cega...
É uma bênção tê-los, mas vc vai ver que fazem sofrer tb... E só quem tem bichinho entende essa relação que se desenvolve... São mesmo filhos que arrumamos e não uma frescura qualquer...

Lulugracinha disse...

Pois é... eu tb achava que era frescura, mas agora vejo como esses bichinhos roubam nosso coração de fato. Já estou apaixonada!
E eu me lembro da poodle pretinha. Ela ficava atrás daquela moça que trabalhava na tua casa, uma moreninha (acho que Fatinha, não me lembro bem, o tempo todo!). Aquela pia de dois bojos era meu sonho de consumo, sabia? rs
Beijos

Leila Souza disse...

Mas você não é fraca não... é humana e como todos nós humanos tem a necessidade de dar e receber carinho. Os animais têm esse poder... estão sempre ali com seus olhinhos lindos esperando um afago... Eu adoro... especialmente gatos... amo os felinos!!! Curta-o bastante e sejam felizes!!
E obrigada pela visita ao meu blog. Através dela pude também conhecer o seu. Abraços.

Osc@r Luiz disse...

Ok!
Estou mandando meu filho "Téo" pra você pelo correio.
Cuide dele. Tem 3 anos e estou lutando contra uma série de manias que os amiguinhos dele aqui do condomínio estão colocando. Ele está na escola e você precisa das continuidade a isto. Anda de bicicleta sem rodinhas e de vez em quando se esborracha por causa disso.
Acho que você vai gostar. É super meigo quando tem um interesse qualquer. Mas ele estava mesmo me saindo muito caro. Disse até à minha esposa que apenas "um Téo" é o suficiente.
Agora é seu!
Veja que responsabilidade.
Em um post do meme "Tempo Infinito" no meu blog "Flainando na Web" tem foto dele. Seria bom vê-la pra reconhecê-lo quando chegar.
Beijo!

Anônimo disse...

faça o q achar melhor.crismacleiton