segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Lembranças do beijo


Hoje tava pensando aqui com meus botões e olha só que ironia. Eu, menina de capital, nascida e criada aqui em BH, fui dar meu primeiro beijo aos 14 anos de idade, acreditam? Imaginem, 1,71 de mulher bitela que sempre fui e nunca tinha beijado na boca. Mas sabe o que foi pior de tudo? Fui dar o primeiro beijo em um capiau (meu primo) em um fim de mundo que quase fugiu do mapa. Uma tal de Espinosa, com meia dúzia de habitantes, lá na divisa de Minas com Bahia. Se chegar na cidade e engatar a terceira tu já sai fora dela. Imaginem, tive que ir lá prá desencantar. Penso que eles estavam mais adiantados que eu.

Como foi o beijo todo mundo já imagina, né? Tomei um susto quando senti aquela coisa parecendo um desentupidor de pia querendo sugar, arrancar e triturar minha língua a qualquer custo. Meus olhos esbugalhados enquanto eu me perguntava: - Beijos é isso? Que merda!
Aturei aquelas sessões-desentopes ainda por alguns dias.

Certo tempo depois, arranjei meu primeiro namorado. Um moço uns 7 anos mais velho do que eu, mas na época, tão puro e casto quanto a pessoa que vos fala. Eu claro, fui mostrar ao nobre a arte de beijar recém aprendida naquele fim do fim do mundo. Fui com tudo e suguei a língua do pobre rapaz, ele, tão besta quanto eu, achou que a coisa era assim mesmo, e os dois meses de namoro (foi o tempo que suportamos as sessões-martírio) seguiu em uma travada competição de quem conseguia primeiro rancar a língua do outro. Juro que todas as noites quando ele se ia minha mandíbula doía um bocado. Às vezes eu pensava: - pô, esse povo toma gosto por cada coisa! Imagine se for assim também o tal do sexo oral.... eitaaaaa, nemmmmmm! quero não!
Passado uns meses encontrei uma nova paquera, dessa vez, alguém mais experiente que pôde me apresentar as delícias de um beijo. Que delícia... quanto tempo perdi prestando serviços para a Rooto Roter.
Desentupidora de pia, nunca mais!
PS: O beijo é uma das maiores qualidades do defunto vivo. Vez ou outra dá até saudade

14 comentários:

Elza disse...

Agradeço a sua passada no meu cantinho.
e peço desculpa por não ter vindo aqui, é que quando eu recebi o seu link como indicada estava dando erro, daí tive que pedir novamente para quem te indicou, que enviasse, como eu tinha mais de 50 blogs para visitar acabei passando baztido no seu.
Espero que esteja desculpada.
=]

Erika disse...

rsrsrs... muito engraçada a sua experiência... me lembrou algumas minhas..

menina c tá em bh? uiaa. eu tbm!!!

beijo

As partes interessadas disse...

1- não a.c.r.e.d.i.t.o que cê beijou aos 14, não mesmo, vai contar essa lorota pra outro bobo acreditar
2- pura e casta é outra lorota, né, besta? kkkkkkkkkkk...
Bjocas, mana

Raysla Camelo disse...

Adorei o seu blog!

É... o meu primeiro beijo não foi lá essas coisas não, mas o primeiro beijo foi o meu primeiro namorado.
Agora, quanto a sexo... acho que eu desejei ser freira por um tempão.
rs

Beijo.

(Vou te linkar, viu?)

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Um beijo pode não ser uma coisa higiênica, mas que é o modomais gostoso de apanhar um germe, isso é!E é uma boa forma de diálogo também!
Um beijo!

Isa Mozzer disse...

Obrigada por ter me linkado, linda, adorei! Vou te linkar também :)
Pois é, pois é, foi um arerê aqui em casa, por causa disso, e eu tenho 19 anos! Aff, o meu 1º beijo foi bem depois q o seu! Hohohoh.

Beijos :***

As partes interessadas disse...

Lu, 89 calças? Sua amiga sim é uma tarada!

As partes interessadas disse...

Dúvida: o defunto vivo é o ex ou o atual? é que 'defunto' e 'vivo' foi embolação demais pra minha cabeça!

Um ser pensante disse...

Ô Jana, quebra meu galho! Já pensou, eu namorar um defunto vivo? Tadinha de mim! rs
Bão, não posso dizer que é o ex pq o ex do momento é o que há uns quinze dias atrás era o atual, se é que vc me entende,rs portanto, no momento estoy solita, meditando, rs Mas o beijo dele tb era gostoso. Mas qdo digo 'defunto vivo' me refiro sempre ao ex marido, hehehe, 'capisco'? rs
Beijão

perdidinha... disse...

vim agradecer sua visita... adorei o post!rs... rindo muito aqui sobre o beijo desentupidor!
que trauma!
lembrei do meu primeiro beijo aqui...aiaiaiai... eu tive mais sorte o moço era experiente até dizer chega!rs...
beijocasssssssssssssssssssssss.
vou ler o resto do blog. adorei!

Ciça Donner disse...

Tem nada nao pequena... se eu nao tivesse agarrado um primo aos 12 anos com certeza teria chegado a sua marca com BV.

Pior que as consequencias desse meu ato vieram anos depois.... esse primo é gay assumido. Olha a culpa!

Fran disse...

hahahaha
meu 1º beijo foi até legal...
pena q me deixou traumatizada durante uns 2 anos...hahahaha

bjus Lu!

Flávia disse...

Amiga, sabes por que acredito nesse teu beijo retardatário? Porque o meu também foi beirando os 15... dentro de um guarda-roupas, brincando de gato-mia (hã?). Achei estranhíssimo. Ainda bem que a gente se "adapta" depois...

Beijoca!

Um ser pensante disse...

Gato-mia? Que disgrama é essa, Flavinha? rs